Defesa Civil de Brusque presta ajuda à minha rede de estações meteorológicas

Auxílio aconteceu dias atrás


Quero usar este espaço para fazer um agradecimento à Defesa Civil de Brusque, em especial ao diretor de proteção, Carlos Alexandre Reis e ao coordenador Edvilson Cugik, pela ajuda prestada por esta entidade ao meu trabalho de monitoramento do tempo feito em Brusque e também no Vale do Itajaí Mirim.

O auxílio se deu dias atrás, por ocasião da doação de dois “palanques”, que puderam então servir de suporte às minhas duas estações fixadas em Vidal Ramos e Botuverá.
O deslocamento até aqueles dois municípios também ficou por conta deles.

Iniciativas assim vem de encontro ao benefício de toda uma população.
Obrigado à DEFESA CIVIL de Brusque!
Assista ao vídeo abaixo feito na ocasião em Vidal Ramos:

Em 32 anos de monitoramento, saiba qual foi a menor temperatura registrada em Brusque

Aquela intensa onda de frio do ano de 2000 ainda não foi superada em nosso município

Não é de hoje que monitoro as condições do tempo em Brusque e região. Lá se vão mais de três décadas com os olhos voltados para o céu, sempre atento aos detalhes envolvendo dados de temperaturas, volumes de chuva, ventos ou qualquer outro acontecimento do tempo que mereça destaque em nosso município.

Em meus arquivos estão contidos dados feitos a partir do ano de 1987, sendo que ao longo de todo esse período de mais de 30 anos, pude acompanhar e registrar os mais diversos acontecimentos climáticos, muitos deles, severos, a citar como exemplo, a intensa onda de frio que atingiu toda a região Sul do Brasil entre os dias 13 a 28 de julho de 2000.

Em Brusque naquela ocasião, foram 15 dias consecutivos com temperaturas abaixo dos 5 ºC nas madrugadas, 5 deles tendo mínimas negativas com destaque para aquele amanhecer de 14/07/2000, quando meu equipamento de medição registrou 3 graus abaixo de zero às 6:45h.
A geada então se fazia presente de forma ampla nas primeiras horas da manhã por todo o nosso município e a reação de nós brusquenses diante daquele ‘cenário glacial’, era de espanto e curiosidade, visto que raramente marcas negativas de temperaturas são observadas em Brusque, com -3 ºC então, algo jamais sentido por muitos de nós.

Vale observar que aquela forte onda de frio de julho de 2000 foi a mais intensa registrada por mim nestes 32 anos que venho acompanhando o tempo em Brusque. Não houve até o momento neste período, mínimas tão baixas observadas por mim nem uma sequência de dias tão prolongada com a presença da geada.
Ficou marcado em meus arquivos e na minha memória aquele acontecimento!

Inverno com ‘trégua prolongada’ em Brusque

Valores mínimos das últimas madrugadas longe de lembrarem a atual estação

O inverno parece que resolveu dar uma trégua prolongada para os brusquenses, pois tiveram mais uma madrugada em que nada lembrou as baixas temperaturas que se repetiram nas 10 primeiras noites de julho, então com frio abaixo dos 10 ºC.
Os valores mínimos do amanhecer desta sexta-feira (26), a exemplo dos dias anteriores, ficaram entre 16 e 18 ºC em Brusque, fechando a semana sem a presença do frio mais intenso.

Amanhecer de sexta-feira em Brusque com a presença de nevoeiro

Abaixo estão as temperaturas registradas às 6 horas do amanhecer de hoje não só em Brusque, mas por todo o Vale do Itajaí Mirim. Vale observar a ausência do frio rigoroso em todos os municípios monitorados por minhas estações:

Segundo Ronaldo Coutinho, da CLIMATERRA, a tendência para hoje indica céu com muitas nuvens, intercalado por aberturas de sol e há condição para chuva fraca e isolada em Brusque. Temperatura mínima entre 17°C e 19°C e máxima entre 23°C e 25°C.