Santa Catarina terá neve no final de semana? Saiba os detalhes

Há chance do fenômeno ocorrer entre sexta e sábado não só no Planalto Sul, mas também na região do Meio Oeste


Estou acompanhando de forma diária, todas as atualizações feitas pelos meteorologistas com relação ao intenso frio, previsto para ingressar a SC no final de semana.
Ontem divulguei aqui, a nota publicada por Piter Scheuer e Ronaldo Coutinho, onde eles também falavam a respeito desta massa polar.
Hoje trago a previsão feita pelo meteorologista Leandro Puchalski, publicada por ele nesta tarde de terça-feira (30).

Pelo que pude apurar até o momento perante todos os profissionais envolvidos no monitoramento deste frio que está por vir, é de que há uma unanimidade por parte deles com relação a intensidade, ou seja, “queda acentuada” nos valores de temperaturas a partir do final do dia da sexta-feira.
Curtam minha página no Facebook: https://www.facebook.com/blogdocirogroh/
Acompanhe na íntegra, a nota divulgada hoje por Puchalski:

Um frio forte vem por aí em 


Vai se confirmando a chegada de uma intensa massa de ar frio de origem polar. Ela deverá chegar no decorrer da sexta-feira (2), começando com o frio mais forte do Oeste ao Planalto catarinense.

Na sexta, apenas Vale do Itajaí e Norte ainda deverão ter temperaturas em torno de 18 e 20°C à tarde. Na maior parte das cidades, algo entre 12 e 15°C, ficando do Oeste a Serra com apenas 6 a 8°C.

O frio será mais forte no fim de semana, especialmente nas madrugadas e início das manhãs. Dentro dessa onda de frio, as menores temperaturas no termômetro deverão ocorrer no amanhecer de domingo (4):

Com esse frio, ar seco, pouca nebulosidade e baixa umidade relativa do ar há chance de geada no domingo em várias regiões de SC:

Um outro extremo do frio tem chance de ocorrer, a neve. Pelo que temos hoje (30) de informação, as condições meteorológicas são possíveis de formação de nuvens de neve entre a sexta – especialmente do meio dia para a tarde – e a manhã de sábado.

Vejam pelo mapa abaixo que não só na Serra, mas também com chance no Meio-Oeste. Importante destacar que previsão de neve tem maior confiabilidade com 24 a 48h de antecedência. Por isso, é importante acompanhar a previsão do tempo nos próximos dias para ver se as condições irão se manter favoráveis.

Por Leandro Puchalski/meteorologista


Belas imagens da Planície Alta

Meu drone foi visitar aquele bairro de Guabiruba e os animais ficaram assustados

Estive dias atrás em Guabiruba, mais precisamente no bairro Planície Alta, onde naquele local finalizei a instalação de mais uma estação meteorológica, a terceira a operar naquele município.
Já sabendo das belezas que cercam toda aquela região, aproveitei a oportunidade e fui equipado com meu drone e pude então, registrar imagens aéreas deste cenário bucólico.
Acompanhe a seguir:

Abaixo está o vídeo gravado naquela tarde. Pelo visto, os animais ficaram assustados com meu “equipamento voador”:

Julho deve terminar com chuvas abaixo da média em Brusque

Amanhecer desta terça-feira (30) em Brusque com tempo seco, apesar da nebulosidade.

Julho de 2019 está chegando ao seu penúltimo dia e pelo terceiro ano consecutivo, Brusque terá seus índices pluviométricos ficando abaixo da média histórica neste mês.
Até ontem, segunda-feira (29), os dados parciais de chuva em nosso município somaram 48,5 mm, por sinal, o mais alto acumulado em três anos porém, abaixo da média histórica de julho, que fica em torno dos 80 mm, dados extraídos da minha rede de estações.
Fiquemos no aguardo do desfecho do mês.

Os reflexos deste déficit de precipitação já podem ser observados no rio Itajaí Mirim, que está com seu nível muito baixo. Os bancos de areia estão visíveis em diversos trechos de seu leito.

A previsão dos meteorologistas do ALERTABLU indicava a possibilidade de chuva entre esta madrugada e a manhã desta terça-feira, mas até as primeiras horas da manhã de hoje, o tempo permanecia seco em todo o Vale do Itajaí Mirim.

Abaixo temos os dados históricos das médias de precipitação dos anos anteriores em Brusque. Podemos pois, observar o comportamento das chuvas em julho entre 2013 e 2019:

Julho de 2013: 176,0 mm
Julho de 2014: 63,5 mm
Julho de 2015: 163,8 mm
Julho de 2016: 80,7 mm
Julho de 2017: 17,9 mm
Julho de 2018: 10,7 mm
Julho de 2019: 48,5 mm (Valor parcial do mês)


Temperaturas registradas às 6 horas desta manhã de terça-feira em Brusque: